Politics Sci-Tech Culture Celebrity

Nova Iorque de muletas – Exploradores – Medium

2


Final de 2015, um grande achado de passagem aérea: 800 reais ida e volta para Nova Iorque no carnaval de 2016! Mega promoção da LATAM e pegamos na hora! Seria minha primeira vez na terra da estátua da liberdade.

No finalzinho de dezembro de 2015, comecei a sentir uma dor na parte anterior da canela, na perna esquerda. Os meus treinos estavam ficando doloridos até que, no final de janeiro de 2016, não aguentei concluir um treino e fui ao ortopedista que, depois de exames, confirmou uma fratura de estresse em três ossos do pé esquerdo. A recomendação foi repouso e, por 15 dias, eu não podia pisar. O médico falou para eu pegar duas muletas, pois não era caso de não poder tocar o pé no chão, mas apenas de não colocar o peso do corpo sobre ele. Assim, poderia seguir minha vida normalmente, apenas usando as muletas.

Esse período pegaria exatamente a viagem à Nova Iorque! O que fazer? Ir de muletas! Eu iria fazer tudo que desse, mas não iria adiar essa oportunidade!

No aeroporto de Guarulhos, de onde peguei o vôo para conexão em Washigton DC, a companhia aérea já me colocou em uma cadeira de rodas para ficar andando pelo aeroporto. Pensei: se aqui no aeroporto me colocaram em uma cadeira, como vai ser para andar em NYC? Até Washigton, acho que foram cerca de 10 horas de viagem e, na imigração, o oficial, dentre uma série de perguntas, questionou o que eu estava indo fazer em Nova Iorque. Falei que indo passear e logo ele soltou: “complicado ir à NYC de muletas!”.

De Washigton, segui então para NYC, chegando ao aeroporto de La Guardia, pela manhã. De táxi, segui para o hotel Holiday Inn Express Times Square South. Um hotel que atende de forma simples e super bem às necessidades e muito bem localizado (o mais importante de tudo!): uns 6 minutos andando até o Empire State Building e uns 3 minutos da estação de metrô.

Eu com muito sono depois da viagem e inaugurando as muletas em NYC.

Eu fui com Marcelo para NYC e não tínhamos grandes programações imperdíveis. Queríamos “bater perna”, dentro da minha limitação e assistir, pelo menos, a um espetáculo da Broadway. Tínhamos em mente gastar apenas um dinheiro em dólares que tinha “sobrado” após umas férias do ano anterior, então não havia intenção de compras. Nos dias que passei lá, NYC tinha temperaturas de 0 a 2 graus.

9/11 Memorial

Visitei o 9/11 Memorial, o museu em homenagem às visitas do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001. Fica no local onde eram as Torres Gêmeas — o World Trade Center. A parede que aparece aí é original de uma das torres. É um local com uma carga emocional muito forte. O museu é extremamente estruturado, organizado e traz muitos elementos das pessoas que viveram aquele momento.

Fonte com os nomes das pessoas que morreram na tragédia.

Finalmente, uma visita para conhecer o maravilhoso Central Park! Ah, pena que eu estava de muletas, porque eu daria voltas e voltas correndo nele, sonho de consumo!

Um gostinho do Central Park

O maior desafio das muletas é que as mãos doem mais do que o pé! Então, eu precisava parar para “descansar” a mão, já que o peso do corpo acaba ficando todo sobre os apoios da muleta.

À noite, pelo site TKTS, que vende ingressos de espetáculos da Broadway com desconto, conseguimos ingressos para o sensacional “O Fantasma da Ópera”, que dispensa comentários!

O Fantasma da Ópera

No dia seguinte, fui ao Rockefeller Center, um complexo de prédios empresariais e um ponto turístico de Manhattan, principalmente no inverno, onde é feita uma pista de patinação no gelo na praça principal.

Rockefeller Center.

Uma passada na Grand Central Terminal, a maior estação ferroviária do mundo. Cerca de 125 mil pessoas passam diariamente por lá. É linda e gigante.

Grand Central Terminal

Tá, pode ser difícil de acreditar, mas tenho quase certeza de que quem já provou, vai concordar que o The Halal Guys é uma das refeições mais sensacionais de se comer nas ruas de Manhattan! Por isso que nos sentamos à calçada para saborear uma comida tipicamente árabe, deliciosa.

The Halal Guys
Bom demais!!!

Mais um dia e uma visitinha ao Chelsea Market, logo eu, que adoro um mercado! Ele é um mercado gastronômico, maravilhoso, com muitas opções para os locais comprarem e levarem para suas casas e um complexo de restaurantes das mais diversas opções. Por curiosidade, foi lá que o biscoito Oreo foi inventado e produzido 😉

Foto tirada a partir do Google
Chelsea Market

Bom, no último dia, ainda passei novamente no Central Park, porque ele é gigantesco e eu queria ficar na vontade.

Foram nem 5 dias de NYC e, como todos dizem, é uma cidade que mesmo você indo pela milionésima vez, você terá muitas coisas diferentes para explorar. Imagina que eu não vi nem 1% desse lugar enigmático que atrai todos os tipos de pessoas, porque ela te dá possibilidades de todos os tipos.

A volta de NYC foi via Newark Liberty International Airport, que fica na cidade de New Jersey. Fomos até lá de trem, cerca de 1h15 de viagem.

Espero que tenham curtido um pouco essa viagem, obrigada e até a próxima!



Source link

Comments are closed.

Pin It on Pinterest

Share This

Share this post with your friends!